Seus posts perderam alcance? As pessoas já não curtem suas fotos como antes? Saiba que a culpa pode ser do algoritmo do Instagram. Nesse post eu explico como ele funciona e assim você poderá melhorar suas estratégias para voltar a bombar muito no Insta!

O Instagram é movido por algoritmos. De modo simplista, “são como robôs que estão ininterruptamente analisando o seu comportamento na rede social e essa análise se dá em vários níveis e para vários fins.

Uma das principais finalidades do algoritmo do Instagram é oferecer a você o conteúdo que você verdadeiramente gosta. Isso quer dizer que quando aparece uma foto de praia no seu feed e você dá um like, o robozinho onipresente “entende” que você gosta de fotos de praia. Se aparece no seu feed uma foto de comida e você passa direto, não curte, não comenta, não salva, o robozinho também “saca” que você talvez não goste tanto de posts de comida.

Então ele armazena essa informação e passa a tentar te agradar, oferecendo mais posts de praia e menos posts de comida. O que isso significa para quem você segue? Que sempre que alguém postar algo sobre praia, este post terá muito mais chances de aparecer pra você do que um post de comida. Logo se alguém postar sempre sobre comida, é capaz que você raramente veja posts dessa pessoa.

Isso acontece desde que o Instagram decidiu mudar a forma como mostrava conteúdo, abandonando de vez a ordem cronológica e passando a usar a relevância como fator principal.

A mudança é compreensível considerando o crescimento enorme da rede. Cada vez mais pessoas postando coisas, e nem sempre o que era postado recentemente era o que a pessoa gostaria de ver, sendo que posts mais antigos nunca eram vistos se a pessoa demorasse pra entrar no Instagram.

Basicamente hoje o Instagram usa três índices para determinar a relevância de um post e determinar que um e não outro apareça de imediato para determinada pessoa. São eles:

 

1. Intimidade e relacionamento

 

É entendido como pessoas que são próximas, como familiares e amigos. Se você está se questionando como o Instagram pode saber disso, acredite: o Facebook sabe de praticamente tudo sobre nós. Isso é muito black mirror sim!

Se você tira fotos com determinada pessoa, se você marca essa pessoa no Instagram, isso sinaliza para o algoritmo que vocês são próximos e talvez queira ver sempre os posts daquela pessoa. Pare e analise com calma e veja de quem são os posts que sempre aparece pra você logo que entra no Instagram e vai ver que são de pessoas próximas.

 

2. Recência – O que é novidade

 

É uma palavra meio estranha, mas significa que quanto mais “fresco” for um post, mais chances ele terá de aparecer primeiro para alguém assim que essa pessoa entra no Instagram. Isso não quer dizer que posts antigos não apareçam, mas as chances vão diminuindo conforme os posts vão ficando muito velhos.

Eu acredito que depois de três dias o post já não é mais tão relevante assim, por isso é importante manter um intervalo de no máximo três dias de um post para o outro.

 

3. Interesse

 

O interesse está dentro daquilo que já mencionei acima, sobre os posts de praia e de comida. Mas são muitos os sinais que demonstram o interesse de um seguidor em seu conteúdo. Curtir uma foto é o mais simples dele, mas comentar significa um passo adiante. Outra métrica que o Instagram tem considerado é o “salvar”. Nem todo mundo sabe usar esse recurso, mas o Instagram vem dado destaque a ela, inclusive, colocou a bandeirinha na parte superior dos posts de forma a torná-lo mais evidente. Assim, quando alguém salva um post, significa que ele é MUITO relevante e a pessoa quer ter a possibilidade de voltar àquele post futuramente.

A mais recente métrica de interação que o Instagram resolveu implementar trata-se dos “envios”. Aquele aviãozinho que aparece embaixo das fotos. Ali você pode enviar qualquer post para um grupo, para um amigo ou para o seu stories. O Instagram passou a exibir o número de compartilhamentos dos posts, o que significa que essa ação também está sendo monitorada e considerada para definir o engajamento que o seu post recebe. Além disso, interações via mensagem privada, respostas aos stories e participação em lives também se somam para definir o quanto uma pessoa se interessa por seu conteúdo. Isso deixa claro para o algoritmo do Instagram que aquela pessoa quer ver o seu conteúdo em primeira mão.

Agora vem a parte boa e ruim desse sistema do Instagram. isso porque o algoritmo do Instagram funciona através de um mecanismo de entrega em cascata.

As primeiras pessoas que vão ver o seu post são essas pessoas que supostamente mais querem ver o que você posta. Se elas curtem, comentam, salvam o seu post assim que vêem, essas ações sinalizam para o algoritmo que o seu post é muito bom e atende de fato às expectativas desses seguidores. Com isso, ele passa a exibir seu post para uma segunda leva de seguidores, que talvez não sejam tãoooo próximos, mas que devem gostar do conteúdo que você acabou de publicar. Com o engajamento positivo nesse nível, uma nova leva de seguidores passam a ver o seu post, aqueles que nem sempre vêem o que você publica, mas quando o conteúdo é muito bom, o Instagram acredita que eles podem gostar.

O ápice desse movimento se dá quando o post ultrapassa a barreira dos seus seguidores e passa a impactar não seguidores. Ele se torna um “hit”.

Normalmente para isso acontecer ele precisa se tornar destaque nas principais hashtags que você usou e/ou aparecer naquelas galerias do começo das buscas. Quando você clica na lupa, de imediato aparece uma aba chamada “Para você”. Note que ali muito dos posts são de pessoas que você não segue, mas o conteúdo pode ser interessante para você.

Aparecer aí não é tarefa fácil e como a própria tag diz, significa que esse conteúdo é “para você”, logo, posts que aparecem para você nesta aba, podem não aparecer para mim. É tudo feito com base no seu interesse.

Se você publica posts relacionados a viagens, esportes, estilo, natureza, etc, também há chances de aparecer nessas galerias criadas pelo Instagram o que fará seus posts terem um boom incrível de curtidas, principalmente. Mas, lembre-se: essas são áreas altamente concorridas, logo aparecer ali é uma questão muito mais de sorte que de qualidade, afinal, dificilmente conseguiremos desvendar todos os fatores que levaram uma publicação a ser destacada em detrimento de outra.

Mas qual é a parte ruim dessa lógica de entrega do Instagram??? Você deve ter notado que toda essa cascata que o seu conteúdo percorre é condicional. SE o primeiro grupo amar o que você postou, ele segue adiante. O problema é quando ele ignora. Se o seu post aparece pra esse seguidor e ele não curte e/ou não comenta. Aí… o algoritmo entende que o conteúdo não é assim tão bom, e passa a mostrar menos, logo, o post será menos visto, menos pessoas serão impactadas e logo ele será esquecido no limbo do seu feed. Triste né?

Lembre-se que fatores como dias da semana, horários em que seu público está mais ativo na rede bem como as hashtags também interferem nessa entrega de seu post, portanto, alinhe isso para o momento em que seu post terá mais chances de ser visto de imediato. É para isso que essas informações estão lá no seu painel (disponível apenas para as contas que fizeram a mudança para contas profissionais).

Espero que esse post tenha trazido um pouco mais de luz sobre como funciona o sistema do Instagram e que você possa criar a melhor estratégia para que seus posts bombem cada vez mais!

 

Chuva de likes pra você 😉

 

Imagem: Freepik

VOCÊ PODE GOSTAR DE LER TAMBÉM

DEIXE UM COMENTÁRIO